quinta-feira, 21 de outubro de 2010

"Como é difícil ser mãe"


"Como é difícil ser mãe" ... essa foi a fala de uma das pacientes que atendi nesta semana, ao falar do sentimento de impotência que sentiu ao ver a filha de apenas 1 ano e 8 meses, necessitando de cuidados, internada numa UTI Pediátrica. "Queria tanto sentir a dor por ela"... e do jeito dela "de mãe", segurou a mãozinha de sua filha e lhe fez carinho, dizendo que já ia passar.

Muitas mães passaram por meu consultório nesta semana...
Mães que de muitas formas, tentam cuidar de seus filhos e filhas, lidando com a realidade de que não podem viver por eles, suas dores.. dificuldades, perdas, fracassos... Difícil cuidar de quem se ama! Difícil cuidar de filhos tão amados, desejados, planejados ou que chegaram de repente, quando já não se esperava mais ou até mesmo, quando nunca se pensou nisso, e que o tempo de gestação e a relação que se desenvolveu entre gestante e o bebê em formação, fez com que aquele ser representasse o sentido de existência para aquela mãe, aquela mulher...

Gestação e maternidade não é coisa fácil, tem suas glórias e dificuldades... muitas mudanças ocorrem e poucas pessoas, se dão conta disso... pensam em gravidez e nascimento como parte da vida de toda mulher, como se toda mulher ao nascer já soubesse ser mãe...

Uma das mães que passaram pelo meu consultório nesta semana, já com os seus 70 anos, me disse assim... "É, na vida se aprende coisas novas e coisas que pensávamos saber, todos os dias... não sabemos tudo nem quando nascemos e nem já na minha idade... continuo aprendendo o que fazer e o que não fazer. Mãe não sabe tudo, né doutora?" Mãe sabe muito, se for como a minha mãe... sabe e sabe mesmo, mas como todo ser humano... às vezes não consegue, não sabe, erra e acerta, reconhece, ama e cuida como um dia foi amada e cuidada, ou resolve fazer bem diferente e faz. Mães ... o importante é tentar fazer o melhor por seus filhos e ensiná-los a seguir seus caminhos, respeitando suas escolhas. Para que através do exemplo de vocês, eles sigam suas vidas tentando, errando, acertando, aprendendo, conquistando e orgulhando vocês!


Beijo no coração de todas as mamães... as que tem filhos gerados no ventre e filhos gerados no coração!



2 comentários:

  1. Lindo texto!
    Não sou sua mamãe, mas também tenho orgulho de você...rs
    Beijo.

    ResponderExcluir
  2. Obrigada.. rs Também me orgulho de vc! Bjo!

    ResponderExcluir